PPLE constrói unidade político-partidária do Povo de Santo

São Paulo/SP – É de conhecimento geral a necessidade de mobilização e organização para que conquistas sejam alcançadas. Desta forma, é natural que a partir desta organização, surjam novos movimentos políticos que busquem atender as demandas de descendentes das tradições afro-brasileiras, tão antigas quanto o próprio Brasil. Um exemplo desta mobilização é a criação do Partido Popular de Liberdade de Expressão (PPLE).

pple

O partido foi fundado em 20 de novembro de 2000 durante um ato público em frente ao monumento Zumbi dos Palmares do Rio de Janeiro. Contudo, somente a 10 de fevereiro de 2013, durante homenagem ao 119º aniversário de Mãe Menininha do Gantois, lideranças religiosas e representantes de movimentos sociais decidiram retomar o projeto e recriaram o PPLE.

Sintonizado com as demandas emergentes dos movimentos sociais, o PPLE cresceu, adquiriu personalidade jurídica e ganhou expressão nacional como opção de mobilização para transformar a cultura política do povo com representação em 23 estados brasileiros.

Em tempos em que a intolerância ganha força sob interferência política de certos grupos religiosos, é de suma importância a consolidação destes movimentos de contra fluxo, que lutam por liberdade e respeito.

Para o Presidente da Comissão Executiva Nacional Provisória e idealizador do PPLE, Marcelo Monteiro, o partido trabalha na consolidação de uma nova referência política para construir uma sociedade compromissada com a igualdade racial e empenhada em ampliar os espaços de participação política, organização da cidadania e os princípios éticos no exercício da vida pública.

“Criamos uma legenda capaz de protagonizar a luta pela igualdade racial e o resgate e preservação da diversidade étnico-cultural da sociedade brasileira. Defendemos a laicidade do Estado e as demandas emergentes de segmentos socialmente excluídos, em especial, negros e praticantes das tradições afro brasileiras.” Conclui.

Para conhecer as propostas e o trabalho realizado pelo PPLE, basta acessar o site: www.pple.com.br

Arnaldo dos Anjos da redação Kimwanga-Nsangu – Agência de Notícias

No comments yet.

Join the Conversation