Taata Katuvanjesi participa do IV SIALA na discussão da presença negra na literatura Brasileira

A presença negra na literatura brasileira, as políticas públicas e sua relação com a cidadania, as relações entre educação cultura e sociedade, línguas e identidade e a tradição oral em sociedades sem escrita, são apenas alguns dos temas que serão discutidos no IV SIALA – Seminário Internacional Acolhendo as Línguas Africanas, que será realizado nos dias 29, 30 e 31 de agosto, no Teatro da Uneb, Campus I, rua Silveira Martins 2555, no bairro do Cabula, em Salvador, numa promoção da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

Organizado pelo Núcleo de Estudos Africanos e Afro-brasileiros em Línguas e Culturas (Ngealc), durante o IV Siala serão realizadas palestras, mesas-redondas e minicursos. A realização do evento visa despertar na comunidade acadêmica brasileira o interesse pelos estudos das línguas e culturas africanas mostrando a sua importância para a formação e sentido do Brasil.

Convidado pela renomada professora doutora Yeda Pessoa de Castro, decana e linguista bantu, o Taata Nganga Nki Nsi Katuvanjesi – Walmir Damasceno confirmou sua participação e estará presente no evento e apresentará a sua contribuição acadêmica na temática “As Religiões Afro Brasileiras de São Paulo a Berlim”.

O Sacerdote e atual presidente do Instituto Latino Americano de Tradições Afro Bantu – ILABANTU, entidade conservadora e mantenedora do Inzo Tumbansi, desembarcará na capital baiana no dia 28 e seguirá para o Unzó Tumbenci (casa matriz) no bairro Beirú-Tancredo Neves, onde ficará hospedado, atendendo a convite da sua Néngwa Kwa Nki Nsi Lembamuxi, herdeira e sucessora de Maria Neném.

Após a realização do IV SIALA, Taata Nganga kwa Nki Nsi Katuvanjesi será recebido na sede da Federação Nacional do Culto Afro Brasileiro, Fenacab, ex-Febacab e tomará posse como coordenador daquela importante instituição para região sudeste do Brasil, na sequência, viaja para a cidade de Santo Antonio de Jesus, no recôncavo baiano, a fim de proferir palestra sobre o culto a Nki Nsi no Terreiro Nzo Gunzo Katulembarasimbe, importante terreiro de candomblé congo-angola na região.

Eixos Temáticos no IV SIALA

1- Literatura Afro brasileira – Presença negra na literatura brasileira: cultura africana no Brasil; autores e principais tendências. Panorama sobre a literatura infantil e juvenil. Contextualização das literaturas africanas de língua portuguesa: visão geral dos estudos e pesquisas sobre as literaturas africanas;

2- Mídia, Políticas Públicas e Cultura – Globalização, política e consumo cultural. Mídia, políticas públicas e cidadania;

3- Processos Identitários e Ensino – Relações entre educação, cultura e sociedade. Processos identitários e representações sociais. Gerações e processos de socialização;

4- Cultura, Contemporaneidade e Imagens – As relações comunicação e cultura. Midiatização da sociedade e experiência cultural na contemporaneidade Nova formas de sociabilidade Mídia, cultura e poder. As relações global / local no mundo globalizado;

5- Linguagens e Praticas Sociais – Línguas e identidades culturais Diversidade linguística. Narrativas de aprendizagem e relatos de experiências. A tradição oral em sociedades sem escrita. A organização do pensamento nas sociedades orais. Interações e ações sociais;

6- Gêneros, Sexualidades e Linguagens – O papel da linguagem na constituição do gênero. O gênero como uma construção social por meio de interações linguísticas, simbólicas e sociais;

7- Linguagens e Antropologia Visual – Linguagem fotográfica e cinematográfica Antropologia Visual. Etnografia, registro audiovisual, fotografia, observação participante;

8- Religiosidade e Saberes Tradicionais – Contempla abordagens sociológicas e antropológicas da religião além de investigações sobre comunidades tradicionais e patrimônio cultural.

No comments yet.

Join the Conversation