Taata Katuvanjesi participará em Brasília de reunião visando campanha nacional de valorização da Ancestralidade Africana no Brasil e mapeamento de terreiros

Brasília/DF – Uma reunião de trabalho visando a Campanha Nacional de Promoção e Valorização de Ancestralidade Africana no Brasil será realizada dia 22 (terça-feira), objetivando levantar os subsídios para a elaboração de campanha de promoção e valorização da ancestralidade africana no Brasil, como instrumento de enfrentamento ao racismo. O evento ocorrerá no PNUD, casa da ONU, Sala Luís Carlos da Costa (LCC), setor de Embaixadas Norte, Quadra 802, Conjunto C, lote 17, Asa Norte, na Capital da republica, Brasília.

foto_conapir_walmir_damasceno

Segundo a Secretaria para Comunidades Tradicionais da Seppir, professora e historiadora Silvany Euclênio, a realização de uma campanha nacional de informação e valorização da ancestralidade africana no Brasil é uma das iniciativas previstas no I Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, lançado em janeiro de 2013 (Eixo I – Garantia de Direitos, Objetivo 1 – Promover a valorização da ancestralidade africana e divulgar informações sobre os povos e comunidades tradicionais de matriz africana).

Silvany afirma ainda que o objetivo da campanha é dirimir os estereótipos construídos historicamente, que resultam na negação a violência contra as tradições de matriz africana. Tal Meta do Plano está sob a responsabilidade da SEPPIR, em parceria com a SDH, MINC e MEC.

No dia 23 prossegue uma segunda reunião de trabalho com a finalidade de discutir os Mapeamentos dos Territórios Tradicionais de Matriz Africana com o objetivo de Elaborar diretrizes conceituais e metodológicas para a realização de Mapeamentos dos Territórios Tradicionais de Matriz Africana também fará parte da agenda da Secretaria de Comunidades Tradicionais da Seppir com lideranças de povos e comunidades tradicionais de matriz africana, dentre as lideranças, destaca-se o Taata Kwa Nkisi Katuvanjesi – Walmir Damasceno, dirigente tradicional do ILABANTU/Nzo Tumbansi, que embarca para Brasília dia 22 pela manhã.

A justificativa da titular da Secomt/Seppir, Silvany Euclênio é que o mapeamento dos territórios tradicionais de matriz africana nas regiões metropolitanas do país constitui meta física do I Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana sob a responsabilidade da SEPPIR, em parceria com o MINC, FCP, IPHAN, MDS e MMA (Eixo 2 – Territorialidade e Cultura, Objetivo 1 – Mapear os povos e comunidades tradicionais de matriz africana, Iniciativa – Realização do diagnóstico socioeconômico e cultural dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana).

Esta reunião visa estabelecer as diretrizes conceituais e metodológicas para a execução das diversas ações de mapeamento previstas para serem realizadas em parceria com o Governo Federal, de maneira a garantir a produção de indicadores que efetivamente subsidiem o aprimoramento das políticas públicas para este segmento populacional.

Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos de Matriz Africana

forum-seguranca-alimentar

De 23 a 26 de abril de 2014 tem inicio Oficina de Trabalho: Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, que a Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais da SEPPIR realizará em Brasília.

O objetivo da oficina é debater o acesso dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana às políticas sociais dos governos federal, estaduais e municipais, sobretudo as políticas públicas voltadas à garantia da Segurança Alimentar e Nutricional.

Além disso, o encontro também irá avaliar a atuação dos Comitês Gestores Estaduais da Ação de Distribuição de Alimentos para Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana (CGMAF’s) e definir estratégias e adequações para aprimoramento da gestão da Ação de Distribuição de Alimentos pelos CGMAF’S, SEPPIR, MDS e CONAB.

Kesa Dia Nzambi, da redação Kimwanga-Nsangu – Agência de Notícias

No comments yet.

Join the Conversation