Nzo Tumbansi reúne celebridades do candomblé congo-angola em homenagens a Nkosi

Itapecerica da Serra/SP – A já tradicional Kizomba ye Makunde Kwa Nkosi (Festa do Feijão de Nkosi) na comunidade de matriz africana “Nzo Tumbansi Twa Nzaambi Ngana Kavungu”, foi realizada mais uma vez com muita simplicidade, beleza e alegria, e como sempre, a memória de Maria Neném, matriarca do Tumbenci foi reverenciada.

mukande-nkosi

Durante uma semana de muito trabalho, os filhos da casa prepararam o espaço sagrado para recepcionar a comunidade, os convidados e principalmente o homenageado da festa, Nkosi. Mesmo com o clima frio da noite de Itapecerica da Serra, as pessoas não deixaram de lotar, como de costume, as dependências do Nzo.

A Kizoomba (Festa) teve inicio por volta das 22h00 deste sábado, dia 28/06, da maneira tradicional, porém, logo a celebração foi “interrompida”, por um ilustre convidado que adentrava ao Nzo, cantando um pedido de licença: Taata Kajiongongo – Gilvan Rodrigues, do Terreiro de Matamba Tombency Neto, de Ilhéus, que representou a venerável Mam`etu Mukalê, mãe Ilza Rodrigues.

mukande-nkosi-2

O culto tradicional seguiu com mais força que começou, com a participação de todos os Bankisi, em especial de Nkosi, o Makunde (Feijão) foi servido juntamente com uma aula de tradição Bantu: Taata Katuvanjesi, que seguindo as orientações da Nengwa Kwa Nkisi Lembamuxi, herdeira e sucessora do Terreiro Tumbenci de Maria Neném, casa matriz, Salvador, Bahia, explicou o porquê não foi servida feijoada, como é de costume na maioria dos terreiros.

Ao final da noite, com todos alimentados física e espiritualmente, a celebração continuou com a confraternização dos presentes, que conversaram alegremente, até o dia raiar. Muitas das lideranças de povos e comunidades tradicionais de matriz africana de vários lugares do Brasil estiveram presentes e merecem destaque, a exemplo de Taata Onizamberê e comitiva; Alamussanji; Kiamuiji; maganza Hoxilundesi Alunda – Michele Monte Mor, de Nova Iguaçu/RJ; Mam`etu Luangoiasi e sua comitiva, de Cariacica/ES; entre outros.

Zaambi, Bakulo etu ye za Nkisi kakula yeto!
Deus, nossos ancestrais e os Nkisis estão conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.