Fundação Palmares assume coordenação da Visita do Rei Tradicional do Bailundo ao Brasil

Huambo/Angola e Brasilia/DF – Em declarações quarta-feira à Agencia de Notícias de Angola (Angop), o soberano mostrou-se feliz com o convite, realçando que a sua vinda ao Brasil representa a revitalização da herança cultural africana, por ser a primeira visita oficial de um rei bantu, após a abolição da escravatura, em 1850. Informou que o convite que lhe foi feito pelo Taata Katuvanjesi – Walmir Damasceno, coordenador nacional do ILABANTU, sediado em São Paulo, inscreve-se no quadro dos objetivos da Década Internacional dos Afrodescendentes, criada por resolução da Assembleia Geral da ONU, em 23 de Dezembro de 2014, com o tema “Afrodescendentes: reconhecimento, justiça e desenvolvimento”.

alexandro-reis-fundacao-palmaresDiretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio
Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares, Alexandro Reis

Ekuikui V disse que o Instituto Latino Americano de Tradições Afro Bantu idealizou a visita para diversos estados brasileiros, para manter contato com a cultura afro-bantu brasileira. O reino do Bailundo, localizado a 75 quilômetros a norte da cidade do Huambo, é um dos mais respeitados do país, pela sua resistência na luta contra a ocupação colonial, nos longínquos anos de 1500. No dia 20 de fevereiro último Taata Katuvanjesi – Walmir Damasceno, foi recebido pela Corte do Reino do Bailundo em cerimônia que contou com a presença de aproximadamente 1.600 pessoas.

Foi o primeiro contato e visita de um dirigente tradicional de matriz africana que representa a cultura bantu brasileira com povos tradicionais bantu do além-atlântico. O mesmo foi fundado pelo rei Katiavala I, proveniente da vizinha província do Cuanza Sul, e atualmente funciona com 35 sobas, oito dos quais em regime permanente, por residirem na corte. Ekuikui V, cujo nome verdadeiro é Armindo Francisco Kalupeteka, foi entronizado em 2012, sendo o 38º rei, sucedendo Ekuikui IV.

Fundação Cultural Palmares assume coordenação

Diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares, Alexandro Reis, autarquia do Ministério da Cultura, informou dia 17/3, durante reunião na Embaixada da República de Angola, em Brasília, que a FCP/MinC, o Iphan e a Secretaria de Diversidade Cultural do Ministério da Cultura assumiu a partir daquela data a coordenação do Projeto da Visita do Rei do Bailundo ao Brasil.

O diretor Alexandro Reis fez tal confirmação ao se reunir com o Embaixador Nelson Manuel Cosme; Taata Katuvanjesi – Walmir Damasceno, do ILABANTU; Patrícia Zapponi, Afrocom, e o deputado Lira, do Distrito Federal. O coordenador nacional do ILABANTU e a Fundação Cultural Palmares iniciou pareceria para redesenhar o novo projeto que altera roteiro e data, com construção de uma nova agenda da Visita do Rei do Bailundo ao Brasil.

José Armando Estrela da redação Kimwanga-Nsangu – Correspondente de Angola

1 comentário em “Fundação Palmares assume coordenação da Visita do Rei Tradicional do Bailundo ao Brasil”

  1. Gostaria de ver Mato Grosso incluído nesta visita emblemática. Ver TERESA DE BENGUELA citada entre as importantes manifestações de resistência contra a escravização, como líder quilombola. Enfim, um reconhecimento da ferrenha resistência de uma mulher Bantu. Quem saberá se não era ela mesma, um membro dos povos do Bailundo?

    Doutora M.Amélia Assis Alves Crivelente
    Historiadora/pesquisadora de África no tráfico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.