Katuvanjesi se prepara para mais uma viagem a Angola, onde atuará como observador internacional

Ndalatando/Kwanza Norte (Angola) – Em contato telefônico travado na manhã de hoje (4/4), entre Taata Katuvanjesi – Walmir Damasceno e o Rei do Bailundo, Armindo Francisco Ekukui V, tendo este reafirmado disposição em visitar o Brasil assim que ocorrer melhora na conjuntura econômica que afeta Angola. O Soberano ressaltou que terá enorme satisfação em visitar os afro brasileiros, que ocorreria em abril do ano passado, mas infelizmente, quando se fazia todo um esforço, “fomos surpreendidos com uma crise econômica sem precedentes em Angola”, que nos obrigou a interromper o Projeto da nossa visita ao Brasil”, declarou o Rei do Bailundo.

ekwikwi_katuvanjesi_025

Ekuikui V aproveitou o diálogo e convidou Taata Katuvanjesi para fazer uma nova visita ainda este ano ao Reino do Bailundo, o que deverá ocorrer por conta participação deste no Encontro Nacional das Autoridades Tradicionais, que ocorrerá este ano em data ainda não definida.

Taata Katuvanjesi participará do encontro como observador internacional

O ministro angolano da Administração do Território (MAT), professor doutor Bornito de Sousa, anunciou recentemente em Ndalatando, Kuanza Norte, a realização ainda este ano Encontro Nacional das Autoridades Tradicionais, momento em que ocorrerá ampla discussão sobre o Plano Estratégico da Administração do Território “PLANEAT 2025/2030”, coordenado pelos governos provinciais do Cuanza Norte, Malanje e Uíge.

ekwikwi_katuvanjesi_003

Segundo o Ministro, que não precisou a data da realização do referido encontro, este vai analisar a caracterização das diferentes tipologias do poder tradicional angolano, atualmente integrado por reis, sobas e séculos bem como sua inserção nas respectivas comunidades e administrações locais do Estado.

Os subsídios atribuídos às autoridades tradicionais e o modo como são pagos em algumas localidades e o seu cadastramento são, entre outras, questões que deverão dominar o certame, de acordo com o ministro. Este encontro contará com a participação de Taata Katuvanjesi – Walmir Damasceno, na qualidade de observador internacional, a convite do Ministro da Administração do Território, professor de direito constitucional, Bornito de Sousa, amigo pessoal de Katuvanjesi.

Adianta que os participantes no debate poderão propor igualmente uma legislação das autoridades tradicionais para melhor delimitar a sua atuação e revisar a política de continuidade nos marcos do enquadramento jurídico angolano e níveis de governação.

A manutenção da atual modalidade de pagamento de subsídios e a questão à volta da utilização do uniforme comum para todas as autoridades tradicionais deverão merecer, igualmente, uma reflexão no encontro.

“Sobre os trajes, a ideia é de que deixem de utilizar o atual uniforme e passarem a vestir-se de trajes típicos da região a que cada autoridade tradicional pertence e também prevê-se debater a forma como estes chegam ao trono, mesmo não sendo da linhagem tradicional de sobado”, aclarou.
Sublinhou que o debate afigura-se de grande interesse no contexto da discussão atual sobre o poder local e descentralização administrativa no país, à luz da implantação das futuras autarquias locais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.