O mais cortejado colecionador de arte contemporânea africana visitará Nzo Tumbansi

No mundo lusófono das artes plásticas, o mais cortejado colecionador é Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos, filha do presidente angolano José Eduardo dos Santos, comandante supremo do país desde 1979. O pai, Augusto Dokolo, criou o primeiro banco fundado por um africano -, Sindika (que em língua kikongo quer dizer “o enviado”) tem participações em empresas de cimento, telecomunicações, petróleo e minas de diamantes e é dono da maior coleção de arte contemporânea africana, cerca de três mil obras. O empresário, acompanhado da esposa, Isabel dos Santos virá ao Brasil dia 12 outubro deste ano para uma visita a Comunidade de Povos Tradicionais de Matriz Bantu-Kongo, o ILABANTU/Nzo Tumbansi.

Na sede do ILABANTU/Nzo Tumbansi, em Itapecerica da Serra, na grande São Paulo, o casal Sindika Dokolo e Isabel dos Santos, será recebido em almoço tradicional e será saudado em línguas tradicionais kikongo e kimbundu, além assistir apresentação de capoeira, makulelê, jongo, samba de roda e será alvo de várias homenagens além de firmar parcerias com o ILABANTU e Nzo Tumbansi no seu projeto de “Revalorização dos Aportes Culturais dos Africanos e Seus Descendentes”.

Em mensagem encaminhada a Katuvanjesi, confirmando sua visita ao ILABANTU e Nzo Tumbansi, Sindika Dokolo destacou que: “partilhamos convosco do mesmo propósito, pois consideramos relevante a necessidade do acesso ao conhecimento sobre os códigos, o pensamento filosófico, a alma e a estética africana (ancestral e contemporânea) e a sua presença no mundo, para que possamos contribuir para um contínuo reajuste Histórico civilizacional, o equilíbrio e a construção humanista dos seres”, sentenciou o empresário congolês-angolano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.