3ª edição de Encontro de Angoleiros conta com presença de colecionador de arte africana Sindika Dokolo

Nayme Lourreine Bizaio

No dia 12 de outubro acontecerá a 3º edição do Encontro de Angoleiros na sede do ILABANTU. Promovido por Tata Taua (Bate Folha/Cobantu) e Katuvanjesi (Nzo Tumbansi/Ilabantu), o evento com a temática “O Candomblé de Angola e a Pós Modernidade” discutirá a revalorização da incomensurável presença dos Bantu-Kongo no Brasil.

A participação do público será gratuita e a programação inclui apresentações de grupos de Capoeira, Makulelê, Jongo, Samba de Roda, com a finalidade de homenagear o mais cortejado colecionador de arte africana contemporânea, Sindika Dokolo – marido de Isabel dos Santos, mulher mais influente da África e filha do presidente angolano José Eduardo dos Santos.

O encontro é um projeto da Cobantu, dirigida pelo expoente da tradição Kongo Angola Tata Taua, e conta com a parceria do Instituto Mwana Zambe; Associação de Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana Katina da Silva; Associação de Tradição e Cultura Nzo Jindanji Lunda Kioko (Belo Horizonte/MG) e apoio do Consulado Geral de Angola em São Paulo, Prefeitura Municipal de Itapecerica da Serra através das Secretarias de Governo, Ciência e Tecnologia; Inclusão e Desenvolvimento Social.

Celebração tradicional à ancestralidade Bantu

Ao longo do encontro, haverá uma celebração à ancestralidade Bantu brasileira, que será conduzida pela Nengwa kwa Nkisi Lankiana de Nkosi –  matriarca do tradicional terreiro Mansu Dandalunda Cocuazenza, de Salvador -, acompanhada da Makota Patrícia Pinheiro, coordenadora do ILABANTU na Bahia.  A celebração também contará com a presença de Mam`etu Auiza Lundirê, Tata Nkisi Mufumbi Kitambo e Nengwa Matambenganga (RJ) e com a comitiva de BH, liderada pela Nengwa Nkisi Janaina Yakunan e Tata Oni de Nkosi.

Realizada como uma prévia do IV Encontro Internacional das Tradições Bantu (IV Ecobantu), programado para acontecer em Luanda, na República de Angola, a celebração tem por objetivo reunir lideranças de povos e comunidades tradicionais de matriz africana, “Buscamos promover, valorizar e dar visibilidade à cultura Bantu e sua contribuição na construção e formação da sociedade brasileira”, afirma Tata Nkisi Katuvanjesi (Walmir Damasceno), coordenador geral do ILABANTU/Nzo Tumbansi.

A festa, que será gravada com o intuito de, posteriormente, divulgar CDs e DVDs sobre como a cultura Bantu se dispersa em todo o Brasil, América do Sul e Caribe terá encerramento por conta do cantor, compositor e sambista Hoji Lulendo, Yvison Pessoa, que fará o lançamento do CD Trajetória; e também a participação do Terreiro Original de Capoeira Angola (TOCA), liderado pelo baiano de Santo Amaro da Purificação, mestre Limãozinho.

Serviço

Data: 12/10/2017

Horário: 9 h às 20 h

Endereço: Rodovia Armando Salles, 520 –  Recreio Campestre, Itapecerica da Serra (SP)

1 comentário em “3ª edição de Encontro de Angoleiros conta com presença de colecionador de arte africana Sindika Dokolo”

  1. Ivete M. Previtalli

    Parabéns pelo evento. É muito importante a valorização do candomblé de tradição kongo-angola e a cultura banta no Brasil.
    Abraços

    Mam’ eu Oluanganji

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.