Coordenador nacional do ILABANTU participará do VI Congresso Baiano de Pesquisadores Negros

*Nayme Lourreine Bizaio

Durante os dias 20 e 22 setembro, será realizado o VI Congresso Baiano de Pesquisadores Negros na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Campus de Porto Seguro. O evento, que dialoga com os temas dos congressos anteriores e promove debates sobre as narrativas históricas e vivências da população negra no sul da Bahia este ano contarão com a participação do coordenador Nacional do ILABANTU – Instituto Latino Americano de Tradições Bantu– Walmir Damasceno (Tata Nkisi Katuvanjesi).

Na ocasião, o representante fará parte de uma mesa que discute as questões dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana, notadamente o candomblé de tradição Congo Angola e sua contribuição na formação sócio-educacional.

Para Katuvanjesi (Walmir Damasceno), convidado da professora doutora Maria Aparecida de Oliveira Lopes, coordenadora do PPGER/UFSB e do NEAB/UFSB, participar deste evento é uma honra, visto que este não está inserido no meio acadêmico intelectual, como Taata Nkisi (Pai-de-santo) de Candomblé de tradição Congo-Angola. “É uma quebra de paradigmas estar presente na academia, que sempre se notabilizou em um espaço elitista e excludente”, afirma.

Promovido pela Associação de Pesquisadores Negros da Bahia (APNB), pelo Programa de Mestrado Profissional em Ensino e Relações Étnico-Raciais (PPGER/UFSB), pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da UFSB, pelo Programa Multidisciplinar em Estudos Étnicos e Africanos da Universidade Federal da Bahia (Pós-Afro/UFBA) e, por fim, pelo Órgão de Educação e Relações Étnicas da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ODEERE/UESB).
Para a edição deste ano, o evento abordará as seguintes temáticas:

  • Interseccionalidades de raça, gênero e classe
    Equipe de coordenadoras: Idalina Almeida (UFRN); Giovana Xavier (UFRJ); Juliana Farias (UNILAB); Ana Claúdia Pacheco (UNEB); Célia Regina da Silva (UFSB).
  • História da população negra no Sul e Extremo Sul da Bahia
    Equipe de coordenadoras: Francisco Eduardo Cancela (UNEB), Joceneide Cunha (UNEB).
  • Juventude, religiosidade afro-brasileira e cibercultura
    Equipe de coordenadoras: Luzineide Miranda Borges (UESC\UERJ), Lúcio André A. da Conceição (IFBA\UFBA), Ricardo O Freitas (UNEB).
  • Religiões africanas e militância antirracistas
    Equipe de coordenadoras: José Carlos dos Anjos (UFRGS)
  • Educação, relações raciais e políticas públicas
    Equipe de coordenadoras: Eliana de Povoas Brito (UFSB), Jeanes M. Larchert (UESC) e Agnaldo Neiva (Professor da Educação Básica em Porto Seguro
  • Diversidade linguística
    Equipe de coordenadoras: Ricardo Tupiniquim (UNEB), Ivana Pereira Ivo (UNEB) e Jorge Augusto Alves da Sila (UESB)
  • Literatura e demais produtos para infância e a juventude e ressignificação identitária negra
    Equipe de coordenadoras: Maria Anoria Oliveira (UNEB) e Paulo Vinicius Baptista de Oliveira (UFPR)
  • Literaturas africanas: tradição e modernidade
    Equipe de coordenadoras: Jurema Oliveira (UFES)
  • Literatura afro-brasileira
    Equipe de coordenadoras: Fabiana Peixoto (UFSB), Conceição Evaristo (UFF), Lívia Natalia (UFBA) e Ana Lucia Souza (UFBA)
  • Pensamentos e intelectuais negras(os) na África/Diáspora e diálogos contemporâneos
    Equipe de coordenadoras: Marluce Macedo (UNEB)
  • Mestres de saberes tradicionais, movimento negro, sustentabilidade e a inclusão no ensino superior e na pesquisa
    Equipe de coordenadoras: Cynthia de Cássia Santos Barra (UFSB), Tatá Kambondo Marinho Rodrigues, do Terreiro MatambaTombenci Neto/Ilhéus e presidente da Associação Cultural Gongombira, e Babalaxé Lula Dantas do Terreiro Ilê Asé OyaFunké e coordenador do ACAI Ponto de Cultura.
  • Empreendedorismo, desenvolvimento e mobilidade social
    Equipe de coordenadoras: Ivo Santana (UFBA), Nilo Rosa (UEFS) e Romilson Souza (UNEB)

Para mais informações, acesse:VI CBPN.

*Ascom/Ilabantu/Nzo Tumbansi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.