Conversa de Terreiro vai discutir Hierarquia e Oralidade nas tradições africanas no Brasil

A VII Conversa de Terreiro, projeto do ILABANTU – Nzo Tumbansi, com apoio da Câmara Municipal de Itapecerica da Serra, Secretaria Municipal de Turismo de Itapecerica da Serra, Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo reúne dia 7 de julho, das 10 às 20h00, a Rodovia Armando Salles, 5205, Recreio Campestre, na cidade de Itapecerica da Serra, lideranças de povos de comunidades tradicionais de matriz africana e de terreiros para uma ampla discussão da temática Hierarquia e Oralidade nas Tradições Africanas no Brasil. As falas serão dominadas majoritariamente por mulheres, autoridades tradicionais dos saberes e fazeres ancestrais e tem presença confirmada de Mam`etu Oya Sivanju, de Uambulu N`sena, Nzo Kilombo Ua Dilenga Sivanju, zona norte de São Paulo; professora e historiadora Alessandra Pimenta, Mam`etu Usuanji; Kota Sualankala, historiadora Ana Amélia dos Santos Cardoso, do Terreiro do Bate Folha(Salvador, Bahia); Mam`etu Kwikiziame, assistente social Neide Passos, do Nzo Tumbansi Ndanda-Nlunda Ye Nkosi, Guarujá(SP); Mama Senzeluanji, Nzo Matamba Mankulu, São Paulo; Ìyàkekerê Elaine Silva, de Ossayin, Secretaria de Turismo de Itapecerica; Makota Natália Gondim, Relações Públicas do Terreiro de Candomblé de Santa Bárbara, o primeiro terreiro de candomblé de São Paulo fundado pela saudosa Mam`etu Manaudê, na Vila Brasilândia, zona norte da capital paulista; Mãe Marilda de Iansã, entre outros.
O evento que é aberto a participação do público em geral, tem presença confirmada da Secretária Adjunta de Cultura do Estado de São Paulo, Patricia Penna e do professor doutor Deivison Nkosi, da Universidade Federal de São Paulo que estará lançando seu mais recente trabalho literário Frantz Fanon – Um Revolucionário Particularmente Negro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.