Personalidades prestigiaram posse da nova diretoria do ILABANTU

Instituto Latino Americano de Tradições Afro Bantu(ILABANTU), organização que acolhe a Comunidade Tradicional de Matriz Centro Africana de Terreiro de Candomblé Kongo Angola Inzo Tumbansi, deu posse a sua Diretoria Executiva e Administrativa, Conselho Fiscal, Coordenação Nacional e Internacional, homologada sob número 5802 e averbado à margem do registro 2032 pelo Registro Civil de Pessoa Jurídica da Comarca de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo. A cerimônia de abertura, realizada de forma virtual na tarde de domingo (22 de agosto), às 16h00, coordenada por mulheres, obedeceu a hierarquia espiritual e ancestral africana do Candomblé de respeito aos mais velhos, e coube a Kota Kitamazi N`ganga, a médica Eunice Bernardes, iniciar a condução dos trabalhos, em seguida, a professora e historiadora Patrícia Cerqueira dos Santos, ex-secretária de cultura de Itapecerica da Serra fez um minucioso relato histórico da fundação do Inzo Tumbansi que deu origem ao ILABANTU e trajetória do seu idealizador, Tata Katuvanjesi(Walmir Damasceno).
Por sua vez, Patrícia Cerqueira, vice-presidenta do ILABANTU fez um relato histórico das lutas exercidas por Tata Katuvanjesi que resultou na fundação do Inzo Tumbansi: “motivados pela necessidade de construir uma identidade africana Bantu, a primeira civilização de africanos transplantada do além-atlântico para o Brasil, nasceu em Ipiaú, município do Território Médio Rio das Contas, região cacaueira sul da Bahia, no dia 22 de setembro de 1985, o Inzo Tumbansi. Em 1987, seu fundador, Katuvanjesi, migra para São Paulo e se instala no bairro mais preto da cosmopolita Capital paulista, Vila Brasilândia, onde funcionou por algum tempo. Depois passa pela Casa Verde, Lapa, Vila Brasilândia novamente, Ferraz de Vasconcelos, e definitivamente na região metropolitana sudoeste da Grande São Paulo, precisamente no município de Itapecerica da Serra, local em que, após instalada, inicia várias ações e projetos, além de dotar espaço de ressignificação da vida, proteção e acolhimento, como local de benção, revitalização espiritual e ancestral.
Inzo Tumbansi, de feição Bantu, dirigido e organizado por Tata Nkisi Katuvanjesi – Walmir Damasceno, jornalista de profissão, bacharel em direito, coordena o ILABANTU, é representante diplomático responsável do CICIBA, coordenador adjunto para América Latina do Movimento Federalista Pan Africano, cujo o intuito tem sido de oferecer a população de uma forma em geral a oportunidade de desmascarar a problemática que acompanha a trajetória das contribuições africanas em solo brasileiro, ou seja, a mazela da “europeização”, ou “ocidentalização” do pensamento africano, assim como as distorções intelectuais de valores étnicos e culturais de africanos na diáspora.

Nova diretoria executiva e administrativa


O ILABANTU tem sua diretoria com a seguinte composição: Taata Nkisi Katuvanjesi (Walmir Damasceno), presidente; Patrícia Cerqueira dos Santos, vice-presidenta; Maganza Ndembwemin(Liliane Pereira Braga), Secretária-Geral; Makota Mujikwele (Glaysiara Ewellin Damasceno), Secretária-Geral Adjunta; Makota Ntumba dya Nzambi (Tania Regina Nogueira Rocha Bento), Secretária de Administração e Finanças; Ade Ori Damasceno, Secretário Adjunto de Administração e Finanças; Kota Kitamazinganga (Eunice Bernardes), Presidenta do Conselho Fiscal o qual é composto por José Roberto Marciano (Tata Mialami); Fernando José Marcelino de Oliveira; Glaydson J. Wesley Damasceno; Makota Maza Dya Nzambi (Jucimara Souza da Silva) e Tata Kembole(Daniel Bonifácio).

Coordenação nacional e internacional

Coordenação Nacional e Internacional, nomes, dentre os quais, Taata Ngelwami (Ênio Sales de Oliveira); Nengwa Kijimean N’Hongolo(Carmem Maria Alexandre de Sá); Taata Zinge Lumbondo (Esmeraldo Emetério de Santana Filho); Taata Tiganá Santana Neves Santos; Kota Sualankala (Ana Amélia dos Santos Cardoso); Mam`etu Ienzanvula(Maria Selma); Kota Mueliambwa(William Barbosa); Maganza Kimonilê dya Nzambi (Ilram Vitoriano Albuquerque); Mariana Bracks Fonseca; Kota Muxinandê (Kamila Gomes); Makota Mona Kisola dya Nzambi (Julia Issuma Mbumba); Rosemary Gonçalves Pereira; Tata Nkisi Unyanganga (Eduardo Bittar); Tata Nkisi Mungangaiami (Michel Soares); Maganza Ntemosi(Thais Cristina Mariano Santos); Judith Luacute; Diego Garcia; Elvia Cristina Silva Santos; Giovanna Capponi; Carmenza Rojas Potes; Jeferson Virmondes da Costa; Guilherme Hiromassa Watanabe.

Procuradoria e Assessoria Juridica coletiva

Coordenação e Procuradoria Jurídica está sob a responsabilidade dos advogados e especialistas do direito: Lazara Cristina do Nascimento Carvalho; Maganza Kitwalani dya Nzambi (Marcelo Passos); Maganza Kimwangale dya Nzambi (Haydée Paixão Fiorino Soula); Gleidson Renato Martins Dias; Tata Nguvuula Menha (Anderson Mendes); Maganza Kafungirá (Wicson Nunes de Jesus); Maganza Kindanda Mukwanzu (Elaine Cristina Souza de Oliveira Passos).

Comunicação social, imprensa e divulgação

A Coordenação e Assessoria de Comunicação Social, os jornalistas: Maganza Keza dya Nzambi (Uilian Tadeu Vendramim); Leonardo Felipe Silva. Coordenação e Assessoria de Pesquisas e Estudos: Professora doutora Renata Gonçalves; professores doutores Deivison Nkosi; Tiganá Santana; Magnus Regios Dias da Silva.
O evento contou com participação da professora Renata Gonçalves, coordenadora do Neab/Unifesp; Roy Guevara Arzu, coordenador do Movimento Federalista Pan Africano para América Latina e Caribe; e também Alexandra Loras, jornalista, modelo e ex-consulesa francesa em São Paulo. Vale registrar diversas mensagens recebidas de personalidades saudando a nova diretoria do ILABANTU. Felicitações da matriarca do Terreiro Tumbenci de Maria Nenén, em Salvador, Nengwa Nkisi Lembamuxi,; da Reitora em exercício da Universidade Federal de São Paulo(UNIFESP), Raiane Assumpção; o diretor geral do Centro Internacional de Civilizações Bantu(CICIBA), professor Antonie Manda Tchebwa; deputado da Assembléia Nacional de Angola, advogado David Mendes; secretária de Igualdade Racial do Estado da Bahia, socióloga Fabya Reis se somaram a inúmeras manifestrações de felicitações recebidas pela nova diretoria do ILABANTU(Inzo Tumbansi).
Assim, a homologação da diretoria, representa no plano formal, a viabilidade para que o ILABANTU possa aperfeiçoar suas ações no sentido de salvaguardar, desenvolver e preservar valorativamente o acervo material e simbólico das Comunidades Tradicionais de Matrizes Africanas e de Terreiros, em particular, de feição Bantu, povos oriundos da África central, criando diálogos com os poderes públicos e sociedade civil.

3 comentários em “Personalidades prestigiaram posse da nova diretoria do ILABANTU”

  1. Carmem M. Alexandre de Sá

    Bom dia a todos senhores e senhoras.
    Quero parabenizar aos empossados, também agradecer como membro deste egrégio Instituto.
    Desejando sucesso aos projetos e que possamos somar resultados e satisfação a nosso amigo Tá’ta Walmir Damaceno.

  2. Walter José Teixeira da Silva

    Uanange uoso jingana jami!Parabenizo os membros empossados na nova diretoria do ILABANTU, estendendo minhas felicitações ao presidente fundador sr.Walmir Damasceno (Katuvanjesi)pelo empenho e dedicação na preservação das tradições de matrizes bantu-brasileiras.Desejando sucesso em suas atividades e que projetos futuros sejam realizados!Parabéns.

Deixe um comentário para Bruno Pimentel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *