Câmara Municipal de Salvador vai homenagear Taata Katuvanjesi dia 2

http://inzotumbansi.org/home/wp-content/uploads/2019/11/walmir-damasceno.jpgCâmara Municipal de Salvador vai homenagear Taata Katuvanjesi dia 2

A Câmara Municipal de Salvador vai homenagear o Taata Nkisi Katuvanjesi (jornalista Walmir Damasceno) com o Título de Cidadão de Salvador. A honraria será entregue durante sessão solene, na segunda-feira (2), às 8h, no Plenário Cosme de Farias da Casa Legislativa, no centro da Capital baiana. A cerimônia será presidida pelo vereador Marcos Mendes (PSOL).
“Walmir Damasceno tem uma vida dedicada aos movimentos sociais, movimento negro, luta pelos direitos humanos e pelo respeito às religiões de matrizes africanas. Essa homenagem é para destacar a importância dessas ações realizadas por ele em todas as áreas de atuação social em que se destaca”, pontuou o vereador.

Autor da propositura, vereador Marcos Mendes, atendeu a recomendação da Professora Ligia Margarida de Jesus, presidente da Sociedade Protetora dos Desvalidos. A SPD, fundada em 16 de setembro de 1832, com sede no centro histórico do Pelourinho, em Salvador, realiza ações para o desenvolvimento e valorização da cultura afro-brasileira com objetivo de empoderamento da população negra e menos favorecidas, atuando na promoção de igualdade e combate ao racismo, buscando políticas públicas e melhorias dos direitos das crianças, mulheres e homens negros.

Homenageado

Walmir Damasceno nasceu na Fazenda Liberdade, zona rural do município de Barra do Rocha, sul da Bahia. De origem humilde, logo cedo destacou-se por seu olhar crítico e pela intensa inclinação aos estudos, o que o levou a deixar sua cidade natal muito jovem e fosse em busca de seus objetivos. Atento às questões sociais, aos 15 anos iniciou sua militância política, dividindo seu tempo entre a escola, a política e os bicos que conseguia para sobreviver, evidenciando sua personalidade aguerrida e determinada.
Entre seus feitos está a fundação do Juventude Democrática Social (JDS). O homenageado trabalhou na então Rádio Educadora de Ipiaú, cursou a faculdade de Comunicação Social e, em São Paulo, formou-se em Letras e Direito. Ele atuou como jornalista dos maiores jornais de Salvador e sempre esteve entre as lideranças em organizações de matrizes africanas.
Residente há mais de trinta anos no estado de São Paulo, é líder de um terreiro de candomblé “Kongo Angola” de feição Bantu, na cidade de Itapecerica da Serra, onde tem se dedicado a organizar e presidir pesquisas, conferências e palestras, nacionais e internacionais para promoção da igualdade racial, valorização da história e da cultura africana e afro-brasileira. É representante para América Latina do Centro Internacional das Civilizações Bantu(CICIBA), organismo intergovernamental sediado em Libreville, capital do Gabão, país da África austral, e recentemente foi confirmado como Representante diplomático responsável pelo CERDOTOLA – Centro Internacional de Pesquisa e Documentação sobre Tradições e Idiomas Africanos, instituição internacional de cooperação científica para a preservação, disseminação e apresentação do patrimônio africano, sediada em Yaoundé, Camarões, África central. Este ano, foi empossado imortal da Academia de Ciências, Letras e Artes de São Paulo.

Author Description

admin

No comments yet.

Join the Conversation