Unifesp deverá aprovar concessão de títulos de Notório Saber a Mestres e Mestras de Culturas tradicionais

São Paulo/SP – O Conselho Universitário, da Universidade Federal de São Paulo deverá aprovar nos próximos dias concessão de títulos de Notório Saber a Graduados, àqueles cujo tipo de produção de conhecimento e transmissão de saber pode ser reconhecido e denominado como de oralidade acadêmica plena, somente para aqueles com diploma de graduação, reconhecida após uma avaliação da trajetória de acumulação, domínio, criação e transmissão de conhecimento não quantificáveis pela aplicação direta de parâmetros de produtividade acadêmica vigente, porém, passíveis de sua equivalência em um sentido essencialmente qualitativo. Revisão do regimento da Unifesp ocorrerá nos dias 17 e 24 deste mês, com a inserção deste título.
Concessão de títulos de Notório Saber a Mestres e Mestras de Culturas Tradicionais e Populares em Direitos Humanos, uma luta empreendida pelo ILABANTU e Inzo Tumbansi junto a Universidade contemplará aqueles cujo tipo de transmissão de saber foi constituído a partir da oralidade acadêmica ou não acadêmica plena, sem diploma de graduação, reconhecido após avaliação das trajetórias de acumulação, domínio, criação e transmissão de conhecimento não quantificáveis pela aplicação direta de parâmetros de produtividade acadêmica vigente, porém, passiveis de sua equivalência em um sentido essencialmente qualitativo.
Para Tata Nkisi Katuvanjesi (Walmir Damasceno), “neste momento de muitos retrocessos nas políticas públicas, ataques as universidades, retiradas de direitos e especialmente em relação aos povos tradicionais – comunidades de terreiros de matrizes africanas, indígenas, quilombolas –, a inclusão dos mestres e mestras dos Saberes e Fazeres Tradicionais como professores e pesquisadores no ensino superior é vital para imaginarmos outro modelo de universidade, feita da diversidade de epistemes, línguas, modos de viver e ser”, lembrou Katuvanjesi, que lidera a Comunidade Tradicional Centro Africana Inzo Tumbansi é representante do Centro Internacional de Civilizações Bantu(CICIBA).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.